segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Isolamento




(...)
 
Não espero que se lembrem de mim; muito menos que me chamem para uma viagem curta ou uma tarde qualquer. Não espero ligações pra contar as grandes novidades ou a rotina corrida. Não ambiciono amor, carinho, amizade ou qualquer outro sentimento. Não almejo estar nas lembranças boas das pessoas que eu amo – ou acredito amar; muito menos espero estar nas lembranças das estações amargas. Eu não estive. Eu nunca estive. E talvez eu nunca esteja. 

O motivo de não esperar ser citada em rodas de amigos – antigos e queridos – é saber que fui esquecida, porque eu mesma esqueci de mim. Minha pequena agenda de números telefônicos esgota-se. Os convites foram extintos. As ligações quase nulas. Não existe uma amiga em especial disposta a ouvir desabafos. Só existe eu e a minha vergonha de falhar novamente. Mais uma vez. Não é a primeira e nem será a última. O peso da balança sobe; as roupas se perdem; as lágrimas exaurem-se.

7 comentários:

.Mih Moreno. disse...

Sem ser antiga nem kerida, já tô pensando em vc e tbm preocupada com vc.

Se vc esqueceu de vc em algum momento, mergulhe pra dentro de si e se encontre... traga de volta seu eu esquecido...

Isso faz parte do processo da eliminação de peso... Se abra pra vc, se abra pro mundo, q ele lá fora eh lindo e espera por vc.

Vc nao tem meu tel mas tem um blog e meu blog pode desabafar e deitar a cabeça no meu ombro.

Um abraço confortante!
Opcaosermagra.blogspot.com

Janna disse...

Faço das palavras da guria aí em cima as minhas. Você sabe que não está mais sozinha. Senti tua falta aqui. Você foi lembrada por mim sim.
Espero que esses sentimentos passem. E pra ser sincera, são poucas as pessoas que ficam em nossas vidas, são poucas mesmo. Por isso não se sinta menos cativante. É a vida.
Os nossos amigos de antes já não serão, pelo menos não a maioria, os amigos de amanhã. Abra-se para conhecer amigos novos. Aqueles que forem pra ficar, ficarão.
Fica bem.
Não some mais.

Cheirinho, minha flor

Brunna Duarte disse...

Não fica assim não querida! Estamos aqui! Conte conosco!

Giovanna disse...

Oi moça, primeiro esse teesxto é trecho de algum livro??? espero que sim, espero que depois dele a pessoa conte que esta melhor, que não precisa muito do amor de outras pessoas, mas que seu amor proprio seja imenso. Amiga o peso é consequencia de nossas emoçoes ....converse com suas emoçoes. encontre-se com vc. Tudo se resolve se precisar conversar me escreva. gigiacruz@gmail.com. um beijo carinhoso. Gi.

Fabi Sereia disse...

Não pense assim...você temo mundo blogueiro para compartilhar o que for preciso! Sacode a poeira!

Patrícia Horvat Kovacs disse...

Nossa essa é minha primeira visita aqui, amei, sabe sou obesa morbida, e estou tentando emagrecer sem cai an cirurgia, entao comecei um blog esse mes pra tentar me ajudar sabe, e preciso muito de vcs la tb , vc podeia me visitar? bjs vou seguir vc ta... bjs mil
Ah meu blog é
http://fatladyslovemakes.blogspot.com.br/

Adriana disse...

Parece que vc gosta de falhar, para se lamentar depois. Está se programando para isso. Pare!!! Não vai ser com tristeza e lamentação, abandono e coisas negativas que vai conseguir qualquer coisa da vida.

Não tenho dó de vc, pois nunca tive de mim. Levante e lute, ou fique aí prostrada na sua dor esperando a piedade alheia.